Piso de alta resistência

0

Nomeia-se como piso de alta resistência o pavimento que mantém sua durabilidade mesmo sob grande pressão. Isso significa, por exemplo, que o piso tem ótima atuação contra impactos físicos ou a agentes agressivos, como os ácidos. Ao mesmo tempo, a superfície sempre apresenta grande resistência à abrasão, compressão e flexão.

Com todas essas características, é compreensível que o piso de alta resistência seja indicado para locais que aplicam grandes cargas sobre o pavimento. Ele é utilizado, por exemplo, em armazéns e indústrias. Assim como em locais em que há constante tráfego de veículos ou cargas pesadas.

São três os elementos utilizados para a formação deste tipo de piso: o cimento, fibras metálicas e agregados. De forma geral, o cimento utilizado possui baixo teor de adições.

Já as fibras metálicas costumam ter comprimento entre 25 mm e 60 mm, com diâmetros que vão de 0,5 mm a 1,0 mm. Para a grande capacidade de suporte necessária, as barras apresentam sempre resistência à tração acima de 1.000 MPa. Os componentes são considerados os principais da superfície, pois são as barras as responsáveis por manter a estrutura forte e durável.

Finalmente, os agregados de um pavimento de alta resistência podem incluir vários tipos de materiais. Como a areia ou o pó de pedras. Para o melhor resultado possível, os agregados correspondem à dimensão máxima de 1/5 da espessura do piso.

Como é o projeto do piso de alta resistência?

Para definir o projeto de um piso, o responsável pela obra precisa considerar o objetivo de uso do pavimento. Quanto maior a carga a ser suportada pela superfície, maior a quantidade de agregados e a resistência necessária das barras de ferro.

O propósito do espaço também define o tipo de acabamento do piso. Para shoppings e supermercados, por exemplo, é indicado que ele seja polido. Em locais de tráfegos de caminhões, por outro lado, é mais interessante projetar acabamento mais simples e que sofra pouca abrasão.

Com base no objetivo de uso do piso, então, o responsável pela obra define os índices ideais de resistência de cada característica. A começar pelo índice de resistência à abrasão, classificado como PEI (Porcelain Enamel Institute). Ambientes que requerem maior resistência devem possuir entre 4 e 5 PEI.

Já o índice de resistência mecânica é medido de acordo com a capacidade de absorção de água pelo piso. Essa característica também está diretamente ligada à resistência mecânica do pavimento. Isso porque, quanto menor a absorção de líquido da superfície, menor o espaço entre suas partículas e, consequentemente, maior sua capacidade de resistir a impactos.

Outro índice estabelecido no projeto é o de resistência a manchas, diretamente relacionado à facilidade de limpeza do espaço. Por outro lado, a taxa de resistência a escorregamento é fundamental para garantir a segurança dos indivíduos que transitam no local. Quando está frequentemente sujeito à umidade, o piso deve possuir alto índice contra escorregamento. Afinal de contas, líquidos facilitam acidentes como quedas. Nessas situações, o pavimento deve ser mais áspero.

Finalmente, um piso de alta resistência deve possuir proteção contra ataques químicos, como os provocados por ácidos. O cuidado no planejamento de toda a superfície é fundamental para garantir sua durabilidade e eficácia. Por isso, contrate um especialista no assunto.

Leave A Reply

Your email address will not be published.