Piso de concreto industrial

0

Quando você ouve falar do piso de concreto industrial, provavelmente é logo remetido à imagem do pavimento de uma fábrica. Contudo, esse tipo de material também pode ser aplicado em ambientes bem diferentes de uma indústria.

As aplicações do piso de concreto industrial ocorrem, por exemplo, em supermercados e shoppings centers. Assim como em casas, escolas, apartamentos, condomínios, frigoríficos, estacionamentos, galpões de depósito e outros. Ou seja, locais em que o piso precisa ter bastante resistência, devido ao tráfego de pessoas e máquinas. Por esse motivo, o pavimento também é conhecido como piso de alto desempenho ou piso de alta resistência.

Talvez, então, você esteja se perguntando: “o piso industrial é igual ao de concreto comum?”. A resposta é não. O assoalho de alta resistência tem alta proteção contra agentes químicos e biológicos, algo que o cimento comum não possui. Ao mesmo tempo, sua montagem é feita por meio de uma forte armação em aço, que garante a grande resistência característica da superfície.

Para usufruir de todas as vantagens do material, porém, é fundamental que o projeto seja feito e executado por um especialista. Apenas um engenheiro ou arquiteto podem estabelecer os parâmetros e materiais necessários para o espaço.

Como é feito o piso de concreto industrial?

Independentemente do local onde o piso de concreto será utilizado, o passo a passo para a sua execução é o mesmo. O que diferencia os processos é o acabamento aplicado na superfície, uma vez que espaços mais comerciais ou residenciais requerem uma finalização mais bonita do pavimento. Acompanhe a seguir as etapas para produção do assoalho.

1. Planejamento do piso

Como citado, um bom planejamento, assim como bons profissionais, é algo fundamental para obtenção de um piso industrial adequado. Por isso, primeiro são realizados estudos preliminares sobre o espaço. Estes estudos avaliam informações como as características topográficas do local, o material mais interessante para a camada de base e o objetivo de uso do ambiente.

Em seguida, são produzidos os projetos arquitetônico, de terraplanagem, de drenagem, estrutura e instalações. Assim, qualquer cabeamento, nivelamento, material específico e outros poderão ser facilmente definidos.

Com todos esses planejamentos, o projetista também poderá indicar a espessura adequada do concreto e o tipo de armação para o piso. Além, é claro, da quantidade de juntas necessárias e o tipo de acabamento previsto.

2. Preparação do solo

Se o objetivo é obter um piso resistente e bem executado, é essencial realizar a correta preparação da superfície que receberá o concreto. Neste caso, são feitos cortes e aterros, para a terraplanagem do espaço. Também é preciso compactar o solo, para que ele tenha maior capacidade de adesão do piso industrial.

Já para a execução da sub-base, é necessário distribuir pelo solo uma camada de pelo menos 10 cm de brita. A granulometria das pedras será indicada pelo projeto da superfície.

Logo depois, costuma ser preciso fazer a instalação da chamada barreira de vapor. Uma barreira de vapor nada mais é do que uma lona plástica, com espessura de pelo menos 200 micro, que é colocada sobre a base de brita. Ela tem como objetivo impedir que a umidade do solo chegue até o assoalho de concreto. Ao mesmo tempo, evita que a sub-base absorva a umidade do concreto após sua aplicação, o que poderia diminuir a qualidade do material.

3. Posicionamento das armaduras

As armaduras do piso de concreto industrial são produzidas por meio de uma série de cabos de aço, entrelaçados de modo a formar uma malha bastante resistente. Essa malha é espalhada por toda a extensão do que será o piso. As armaduras das bordas e aberturas precisam ser reforçadas.

4. Concretagem do piso industrial

No passo seguinte da construção, o concreto é espalhado por toda a superfície. O material precisa ser usinado e ter resistência superior a 25 MPa. Para facilitar esse processo, é comum que o responsável pela obra conte com o auxílio de bombas de lançamento.

Em todo o caso, é fundamental que a massa seja bem nivelada logo após a sua aplicação. As acabadoras de superfície são chamadas de bambolês. Além do alisamento do piso, elas conseguem fazer o desempeno mecânico do produto, tornando-o ainda mais liso.

Assim que o concreto é nivelado, é necessário deixá-lo curar. Ou seja, deixá-lo secar, mas aplicando periodicamente certa quantidade de água sobre a superfície. A umidade é fundamental para deixar o concreto secar aos poucos, evitando fissuras.

Nesta etapa, também é comum que sejam utilizadas membranas e filmes plásticos. Após alguns dias, ainda é indicado fazer a cobertura do piso com areia ou sacarias de aniagem, ou mesmo utilizar da cura química do piso. O método mais interessante deverá ser indicado no projeto de construção.

5. Execução das juntas

O processo de execução do piso de concreto industrial também inclui a instalação das juntas de dilatação. Podem ser necessárias três tipos de juntas diferentes. Na primeira, a junta de construção, o objetivo é “dividir” o espaço, distribuindo melhor a carga suportada por ele e evitando danos como rachaduras e infiltrações.

Já o segundo tipo de junta, serrada, é utilizada para acomodar os efeitos da retração do pavimento. Por fim, a junta de encontro é instalada em locais em que o piso se encontra com pilares, caixas de drenagem e outras estruturas. Sua função é evitar qualquer tipo de transferência de pressão para estes elementos, o que, se ocorresse, poderia abalar a estrutura do imóvel.

6. Acabamento do piso de concreto industrial

Finalmente, é necessário realizar o acabamento do pavimento executado. O tipo de acabamento deve ser definido logo no início da obra, pois alguns deles precisam ser realizados com o cimento ainda fresco. É o caso, por exemplo, do concreto queimado. Nessa opção, o piso obtém uma aparência levemente fosca, já que o pó de cimento é jogado sobre a superfície ainda úmida.

Outros acabamentos bastante utilizados são o epóxi e o polido. O epóxi é executado por meio da resina que lhe dá nome, e pode oferecer um belo resultado visual ao espaço. O material, inclusive, está disponível em diversas cores e estilos, algo que agrega bastante à decoração de um imóvel. Por outro lado, o uso do concreto polido tende a ser mais resistente, mas também mais básico.

Viu como o processo de execução do piso de concreto industrial é interessante? Além de simples, a opção oferece uma série de vantagens ao ambiente a que é aplicada!

Leave A Reply

Your email address will not be published.