Piso granilite

0

O piso granilite é uma das alternativas mais atrativas e buscadas pelos consumidores. Seja para espaços comerciais, seja para as residências. Afinal, além de muita beleza, o produto oferece incrível resistência, somada a diversas outras vantagens de conforto e custos. Se interessou pela opção? Então acompanhe o texto e descubra tudo sobre esse tipo de pavimento!

Para a produção do piso granilite, são utilizados três tipos de material: o cimento, aditivos (como a areia) e fragmentos de pedra. Neste último caso, é possível utilizar minerais como quartzo, calcário, mármore, granito, ardósia e outros, de acordo com a preferência do cliente. Especialmente considerando as cores desejadas para a decoração.

Como resultado dessa mistura, o consumidor obtém piso semelhante a um mosaico, formado por diversos tamanhos de pedras. Seu visual pode ser facilmente harmonizado com o restante da decoração do espaço, tanto em relação às cores utilizadas, quanto no caso do tamanho dos fragmentos. Para um ambiente mais rústico, por exemplo, costuma ser mais interessante utilizar fragmentos maiores de pedra.

Na massa, também é possível acrescentar corante, específico para esse tipo de pavimento. Nesse caso, toda a massa ganhará um tom intenso, de acordo com o que o indivíduo achar interessante ao visual do cômodo. Independentemente da tonalidade, porém, é importante que o cimento utilizado seja do tipo branco. Afinal de contas, esse material irá aderir melhor à cor aplicada, diferentemente do produto cinza, mais comum.

De qualquer forma, é fundamental adicionar à preparação apenas a dosagem indicada pelo fabricante. O uso excessivo de pigmentos pode interferir na consistência e resistência da massa, prejudicando seu resultado.

Granilite: alguns cuidados

A aplicação do piso granilite, também conhecido como granitina, deve ser realizada por um profissional capacitado. Mesmo que pareça simples, como explicaremos a seguir, a execução do pavimento requer uma série de cuidados, que dificilmente um indivíduo leigo terá.

Materiais como o cimento, por exemplo, são bastante sujeitos a fissuras. Faz parte da natureza do produto. Se a massa de granilite é bem aplicada, porém, o surgimento de fissuras é quase nulo, e as que aparecem são normalmente imperceptíveis. Dessa forma, os efeitos das rachaduras também não ocorrem, algo que mantém a qualidade do piso mesmo com o passar do tempo.

Além disso, o especialista pode seguir mais adequadamente às normas de segurança e de execução do assoalho. É necessário, por exemplo, estabelecer uma espessura do pavimento três vezes maior ao tamanho do maior fragmento da massa do granilite. Para definição dessa característica, também é necessário avaliar a capacidade de retração da argamassa.

São diversas as vantagens desse tipo de material. Como sua resistência física e à abrasão. Contudo, é fundamental evitar a aplicação da granitina em espaços sujeitos a constantes agressões químicas. Isso uma vez que as agressões podem comprometer a qualidade do cimento, demandando manutenção mais rápida e até a troca do piso em alguns poucos anos.

Como o pavimento granilite é executado?

O primeiro passo para a execução do piso granilite é a preparação do solo. Neste caso, é necessário realizar o nivelamento e a compactação da superfície. Em seguida, indica-se realizar a sua concretagem, de modo que a aplicação da massa de granilite seja mais eficiente. Pensando neste aspecto, também, os especialistas em pisos deixam algumas “ranhuras” na superfície do concreto. Assim, as pedras poderão aderir mais facilmente ao solo.

É possível, então, espalhar a massa de dois modos. Primeiro, com o piso base de concreto ainda fresco. Ou seja, não é necessário aguardar a secagem completa da superfície. A segunda possibilidade consiste no espalhamento da massa sobre uma matriz de concreto já seca. Aqui, pode ser necessário utilizar o auxílio de uma ponte de aderência. As mais interessantes são as produzidas de base acrílica ou epóxi.

Por fim, realiza-se o acabamento do produto. São dois os tipos de acabamento possíveis, e eles dão origem a dois tipos diferentes de granilite.

Minimizando as patologias do granilite

Como já citado, uma das principais patologias do granilite são as fissuras. Também é possível, no entanto, que o pavimento sofra com desplacamentos e dilatação. Por isso, é fundamental garantir a aplicação correta do material.

Entre os cuidados mais importantes estão: realizar a cura completa e correta do piso; e ter atenção aos primeiros dias de cura, em que as fissuras aparecem devido à retração do material.

Assim que aplicado, o granilite levará, pelo menos, sete dias para secar completamente. Neste intervalo, é importante realizar a cura do produto, ou seja, fazer com que ele seque aos poucos. Dessa forma, diminuem-se as chances de fissuras e de má qualidade do piso.

Pode-se realizar tanto a cura hidráulica, quanto a química. A primeira é realizada por meio da água, com a manutenção da umidade da superfície por todos os sete dias de secagem do assoalho. Já a cura química utiliza de produtos específicos, que também retardam a perda de água da superfície.

Tipos de piso granilite

Os tipos de piso granitina disponíveis no mercado são o polido e o fulget. No primeiro, o acabamento realizado consiste na aplicação de uma resina sobre a superfície. Esse produto torna o pavimento liso, brilhante, impermeável e escorregadio. Devido a essa última característica, a versão polida do granilite é indicada apenas para espaços internos. Se aplicado em locais externos, o piso cria imensa chance de acidentes. Afinal de contas, o externo dos imóveis normalmente está sujeito à chuva. Quando acumulada em um pavimento muito liso, a água pode favorecer escorregões. Especialmente de crianças e idosos, que têm equilíbrio mais frágil.

Diversos imóveis podem contar com esse produto. Espaços comerciais, por exemplo, encontram muitos benefícios na opção, pois ela é extremamente fácil de limpar. Logo, mesmo que haja tráfego constante de pessoas, o local pode ser mantido limpo e atraente. Considerando toda a beleza do material, ele também agrega bastante ao espaço, inclusive a imóveis residenciais.

Para garantir essas características, é necessário realizar o polimento da superfície logo após a secagem da resina. Assim, é possível nivelar o pavimento e garantir o brilho do piso. O polimento é realizado por meio de máquinas específicas, dotadas com insertos abrasivos (normalmente diamantados ou base de carborundum).

O piso fulget

Já o granilite fulget não conta com nenhum tipo de polimento. Em vez disso, a superfície precisa ser lavada poucos dias após a aplicação da massa. Isso elimina o excesso de concreto do piso, expondo alguns fragmentos de pedra.

Deixado secar pelo restante do período necessário, o assoalho resulta em uma superfície áspera, rústica e antiderrapante. Graças a essas características, ele é indicado para espaços externos. Isso já que evita a ocorrência de acidentes, mesmo quando molhado pela chuva. O aspecto visual do produto é tão atraente quanto a granitina polida, com um mosaico de fragmentos minerais.

Isso significa que o fulget é indicado para quintais, varandas, estacionamentos, calçadas e praças. Assim como para jardins e escadas. A aplicação ao redor da piscina, contudo, não é vantajosa. Isso porque, o pavimento pode ser incômodo ao toque, já que conta com uma série de pedras irregulares expostas. Nesta situação, há outras alternativas mais interessantes no mercado, como o porcelanato natural ou pedras de granito.

Manutenção do granilite

O passo a passo para a manutenção do granilite varia de acordo com o seu tipo. No caso do pavimento polido, é indicado utilizar apenas água e sabão neutro para a limpeza, sem o uso de materiais abrasivos ou químicos.

Também não é indicado esfregar a superfície em demasiado, pois isso pode danificá-la. Para manter o brilho do piso, ainda pode-se utilizar cera específica, de acordo com a frequência indicada pelo fabricante.

Falando da manutenção em longo prazo, é interessante realizar uma nova aplicação de resina a cada três ou quatro anos. Ou de acordo com o consumidor achar mais interessante. Quando requer essa nova aplicação, o piso tende a se apresentar mais fosco e menos liso.

Tal qual como o polido, o granilite fulget também pode ser limpo com água e sabão detergente neutro. Aqui, porém, é importante esfregar a superfície, pois é comum que sujidades grudem entre as irregularidades do assoalho. É igualmente possível utilizar de uma lavadora de alta pressão. Contudo, lembre-se de usar apenas o bico em forma de leque. Do contrário, uma série de fragmentos poderão ser desprendidos do pavimento, desgastando-o.

Vantagens da granitina

São diversas as vantagens de utilização do piso granilite. A começar por sua facilidade de execução. O processo conta com pouquíssimas etapas, como já explicado. Além disso, não dura muito mais do que 7 dias, que é o tempo de cura necessária para a massa de granitina.

Se bem cuidados, ambos os tipos de granilite têm durabilidade de até 40 anos! Após esse período, é possível ainda aplicar uma nova camada do piso, e renovar sua resistência.

Outro destaque do produto é sua incrível resistência. À água, à abrasão, ao tráfego intenso, impactos físicos, e até ao calor. Contar com o produto é ter a certeza de que ele não será danificado facilmente, mesmo que seja intensamente utilizado. De qualquer forma, sempre evite a aplicação ou contato da superfície com materiais químicos agressivos.

Ainda é possível citar como vantagem a variedade de cores e estilos do produto. Os diversos tipos de pedra disponíveis no mercado, assim como as opções de corante, permitem que o usuário harmonize muito bem o pavimento à decoração restante do espaço. Também é possível definir o estilo como mais refinado ou rústico, de acordo com a granulometria dos fragmentos minerais.

Ademais, o custo do granilite é bastante atraente. Não de forma direta, com o preço do produto sendo mais barato do que outras alternativas – apesar de ser possível que isso aconteça. O que destacamos como incrível custo-benefício é a relação entre o gasto hoje, e o quanto o piso irá gerar ao longo dos anos. Como citado, o material pode ter durabilidade de até 4 décadas, um tempo maior do que qualquer outra opção de piso possui.

Está esperando o que para obter um orçamento do piso granilite para o seu imóvel? Contando com um especialista e com um bom projeto de piso, a sua obra será um sucesso!

Leave A Reply

Your email address will not be published.