Piso para quintal

0

Escolher o piso para quintal ideal é uma tarefa que requer dedicação. Isso porque, é necessário avaliar uma série de fatores, como as condições do ambiente e o objetivo de uso do quintal. Apenas assim é possível realizar a escolha que melhor atenda às necessidades do consumidor.

Um espaço que acumula muita água, por exemplo, pode ser beneficiado pelo uso do piso intertravado. Esse tipo de material é instalado por meio do posicionamento de uma série de blocos de concreto no solo. Esses blocos, também conhecidos como bloquetes, não recebem nenhum tipo de material colante (como o cimento). Em vez disso, o que os mantém fixos no chão é a força que cada peça exerce, uma sobre a outra. Ou seja, elas se “intertravam” – por isso o nome do pavimento.

Os pequenos espaços mantidos entre uma peça e outra de bloquete permitem que a água acumulada na superfície seja absorvida pelo solo. Logo, diminui-se para quase zero as chances de inundação do local.

Outra indicação do piso intertravado é para ambientes que requerem boa reflexão da luz. Afinal de contas, esse material pode aumentar a claridade em até 30%, uma vez que reflete os raios solares. Dessa forma, é possível obter uma considerável economia de energia.

6 tipos de piso para quintal

Ao mesmo tempo, é necessário avaliar qual o objetivo de uso do quintal. Ele irá contar com um jardim? Servirá para o lazer das crianças ou do seu pet? Haverá uma churrasqueira no local?

Esse tipo de reflexão pode indicar a necessidade de um piso de limpeza mais fácil, por exemplo. No caso da existência de uma churrasqueira, o material também não poderá manchar com facilidade, já que é comum o acúmulo de gordura no espaço.

Independentemente do piso escolhido, porém, é fundamental ter atenção à segurança. Por isso, o pavimento deve ser sempre antiderrapante. Isso uma vez que espaços externos estão frequentemente sujeitos à chuva. Um piso liso e molhado é um prato cheio para a ocorrência de acidentes. Especialmente de crianças e idosos, que têm equilíbrio mais frágil. Acompanhe a seguir alguns tipos interessantes de piso para quintal!

1. Piso bloquete

Como explicado no início do texto, o bloquete é uma opção interessante para a absorção de água e para a luminosidade do quintal. No mercado, é possível encontrar diferentes cores e formatos do material. Há, por exemplo, os blocos em forma de onda, ou os conhecidos como “ossinhos”. A variedade de cores também auxilia na criação de desenhos e padrões no pavimento, aumentando a qualidade decorativa do ambiente.

2. Porcelanato natural

Nos últimos anos, o porcelanato se tornou uma das opções preferidas de piso para os consumidores. Isso porque, o material possui incrível resistência e beleza, com tonalidades e estilos variados. Ao mesmo tempo, suas pedras são bastante grandes, maiores do que as cerâmicas comuns. Logo, há menor quantidade de rejunte no pavimento, o que facilita sua limpeza.

No entanto, esse porcelanato popular é sempre polido. Como citado, é fundamental que o piso para quintal não seja liso, ou haverá chance enorme de acidentes. Logo, há certo problema nessa escolha, certo? Errado!Ainda é possível aproveitar das vantagens do porcelanato: basta utilizar a versão natural do produto.

As peças de porcelanato natural são ásperas e, portanto, antiderrapantes. Com aspecto mais rústico, ele também tende a agregar bastante à decoração do espaço.

Em todo o caso, é essencial lembrar da necessidade de instalação de um ralinho para escoamento da água. Afinal, o porcelanato não conta com capacidade de absorção de líquidos.

3. Cerâmicas externas

Tal qual no caso anterior, a diferença das cerâmicas externas para as utilizadas dentro dos imóveis é sua caraterística áspera. Para contar com enorme resistência, é importante que o material seja adquirido com a classificação 5 de resistência, a mais alta oferecida no mercado.

4. Piso fulget

O piso fulger é um tipo de granilite, muito apreciado por sua beleza. Para sua utilização, é necessário preparar o solo, nivelando-o e compactando-o. Em seguida, o responsável pela obra deve aplicar na superfície uma camada de areia e outra brita. Isso tornará o solo mais irregular, apenas de modo que a massa do granilite encontre boa adesão.

A massa do fulget é produzida por meio da mistura entre o cimento, aditivos e fragmentos de pedra. Podem ser utilizados pedaços de minerais como o quartzo, mármore, granito e outros, de acordo com a preferência do consumidor.

Ainda é possível adicionar a massa corante especial, tornando o piso colorido e mais harmonizado no ambiente. Neste caso, é importante que o cimento utilizado seja branco, pois ele poderá destacar melhor a cor de corante escolhida.

Assim que preparada, a massa deve ser espalhada pelo solo. Após alguns dias secando, é necessário que ela seja lavada, com o auxílio de uma lavadora de pressão. Essa limpeza irá retirar o excesso de cimento da superfície, expondo alguns fragmentos de pedra e tornando o pavimento áspero. Depois, basta deixar a superfície terminar sua cura, não sendo necessário nenhum outro tipo de acabamento.

É importante dizer que o fulget pode ser incômodo ao toque. Afinal, os pedaços de pedra utilizados em sua formação são bastante irregulares. Por isso, esse tipo de piso não é indicado para um ambiente em que os indivíduos andarão descalços. Nem se houverem crianças pequenas em casa, já que os arranhões provocados por queda podem ser bem dolorosos.

5. Pavimento de pedra

Pedras como a Portuguesa e a Ouro Preto podem compor um belo piso para quintal. No momento da escolha do mineral, porém, é interessante conversar com um especialista no assunto. Isso porque, alguns materiais absorvem mais calor, enquanto outros podem se tornar escorregadios em dias chuvosos. Apresentando as condições e objetivos do seu espaço, o vendedor poderá sugerir a pedra mais vantajosa para o assoalho externo.

Além disso, algumas das pedras requerem manutenção anual, realizada por uma empresa especializada. Do contrário, poderão se desgastar em demasiado.

6. Deck de madeira

Fazer um deck de madeira é uma opção elegante, bonita e, especialmente, aconchegante. O material é bastante interessante quando o objetivo é utilizar o quintal como um espaço de lazer mais “comedido”, como para o descanso ou leitura.

De qualquer forma, a madeira escolhida para o piso para quintal precisa ser tratada. Apenas por meio deste cuidado é possível evitar que o material “inche”, por causa do acúmulo de água, ou se “queime” devido aos raios solares. Uma manutenção mais completa deve ser realizada na superfície pelo menos a cada 2 anos.

Leave A Reply

Your email address will not be published.